“es.tó.ria = s. f. História. (Apesar de alguns fazerem distinção entre estória e história, recomenda-se apenas a última grafia, tanto no sentido de ciência histórica, quanto na narrativa de ficção, conto popular e demais acepções).”

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Ainda bem... (Tudo novo, de novo, só que MUITO MELHOR)...



Ainda bem
Que agora encontrei você
Eu realmente não sei
O que eu fiz pra merecer
Você

Porque ninguém
Dava nada por mim
Quem dava, eu não tava a fim
Até desacreditei
De mim

O meu coração
Já estava acostumado
Com a solidão
Quem diria que a meu lado
Você iria ficar

Você veio pra ficar
Você que me faz feliz
Você que me faz cantar
Assim

O meu coração
Já estava aposentado
Sem nenhuma ilusão
Tinha sido maltratado
Tudo se transformou

Agora você chegou
Você que me faz feliz
Você que me faz cantar
Assim

O meu coração
Já estava acostumado
Com a solidão
Quem diria que a meu lado
Você iria ficar

Você veio pra ficar
Você que me faz feliz
Você que me faz cantar
Assim

O meu coração
Já estava aposentado
Sem nenhuma ilusão
Tinha sido maltratado
Tudo se transformou

Agora você chegou
Você que me faz feliz
Você que me faz cantar
Assim

Ainda bem

...

Ainda bem...

É tão estranho que no momento em que a gente se despede eu já comece a sentir sua falta de novo... Eu faço plano, eu imagino coisas, eu vivo uma vida dentro da minha vida, pensando em você... Que eu possa te retribuir ao menos um pouco todo o bem que você me faz...

Muito obrigado por todos os momentos bons que você tem me dado, minha (ÚNICA) loba... 


...




.

Nenhum comentário: